folder Filed in Séries de TV, WebSéries
3% - Ficção Científica Nacional
Assesoria comment 0 Comments access_time 3 min read

“Se você pudesse escolher entre ser um herói sem ter feito nada ou salvar algumas pessoas sem ninguém nunca saber…”

O Brasil é raramente bem representado na Ficção Científica em termos de TV Cinema mas, em “3%”, com produção da Maria Bonita Filmes e direção de Daina Giannecchini, Dani Libardi e Jotagá Crema a coisa pode mudar de figura.

O piloto da série foi vencedor da Mostra Competitiva de Pilotos Brasileiros na categoria Séries de Ficção, Festival Internacional de Televisão 2010 e não foi por acaso.

A Ficção Científica, em particular a Ficção Paranóide e a Ficção Distópica Totalitária, têm a qualidade de serem muito ricas em alegorias que tornem uma obra mais próximas do espectador, posto que ele consegue se identificar, sem saber bem o motivo, com a trama.

Talvez seja o devir da noção de que vivemos de fato em uma pseudo Utopia, ou em uma Utopia Distópica, uma prisão sem grades construída por nós mesmos ao nada fazermos para dela nos libertarmos (ou não estarmos mais aparelhados para o fazermos)… mas isso é elucubração Filosófica. Procedente, na verdade, mas deixemos isto para outra ocasião.

Com diálogos ligeiros e bem elaborados os primeiros três “webisódios” mostram o processo de seleção de pessoas do “Lado de Cá” que almejam passar para o “Lado de Lá” em sua única chance – ao completar 20 anos de idade.

Com uma taxa de apenas 3% de possibilidade de conseguir passar pelo processo seletivo, os candidatos são colocados em um estado de nervos tal que dificilmente conseguem esconder e têm de passar pela experiência sem qualquer demonstração de apoio por parte dos entrevistadores.

As diferenças sociais apresentadas entre o “Lado de Lá” e o “Lado de Cá” são ressaltadas a todo o momento pelas personagens, que se sujeitam a uma seleção que vai do humilhante ao cruel para galgar seu status na civilização ali retratada.

O “Lado de Lá” esbanja recursos, a tecnologia está plenamente disponível, a qualidade de vida é melhor e a saúde pode ser reestabelecida. Uma verdadeira Utopia de fartura e condições de vida que, por outro lado, depende da estratificação social para existir e de um sistema que relega 97% da população, de cada geração, a viver sem condições dignas.

O criativo roteiro ficou por conta de Pedro Aguilera, Ivan Nakamura e Josefina Trotto; a fotografia impecável e competente direção de arte ficaram a cargo de José Roberto Eliezer e Fábio Goldfarb, respectivamente; e atores principais dos três primeiros episódios são Julia Ianina, Thiago Balieiro, Rita Batata e José Geraldo Rodrigues.

Dê todo o apoio que puder, curta a Página no Facebook e siga no Twitter pois é de apoio que é feita a cultura brasileira e clicar em um botão de “curtir” e em um botão de “seguir” é um preço bem baixo para ajudar uma obra como esta a se tornar realidade!

Por conta disto mesmo é bom divulgar que o Apoio Cultural vem da Águas de Lindóia e Duda Molinos.

Assista abaixo os webisódios…

Episódio 1/3

Clique para ver o episódio 1/3

Episódio 2/3

Clique para ver o episódio 2/3

Episódio 3/3

Clique para ver o episódio 3/3

(via @jovemnerd e NerdOffice)

[sws_author_bio user=”baccioly” size=”96″ class=”gray-noborder-round” authorposts=”” name_format=”%s”] [/sws_author_bio]

maria bonita o filos webis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cancel Publicar comentário