folder Categoria(s) Cinema, Destaque, Orgulho Nerd
"Divã"
Tita Mirra comment Comentários access_time 2 minutos

A comédia “Divã”, do diretor José Alvarenga Jr. (de “Os Normais”), faz sua estréia nos cinemas brasileiros nesse fim de semana.

Baseado no livro de Martha Medeiros, que já havia originado uma peça de teatro também protagonizada por Lilia Cabral, conta a história de Mercedes, uma mulher de 40 anos, casada há 20 e mãe de dois filhos, que decide procurar um psicanalista. A terapia, que a princípio era mera curiosidade, acaba transformando sua vida ao lhe abrir para novas experiências.

Impossível não se identificar com a personagem, que mesmo passando por tantas descobertas, algumas devastadoras, não deixa sua vida se desestruturar. Impossível também não se render ao talento de Lilia, que mesmo com mais de 30 anos de carreira, só agora ganha sua primeira protagonista nas telas do cinema.

A leveza com que a atriz conduz a personagem – sem exagerar no estereótipo da mulher insatisfeita no casamento que procura escapar de sua rotina nos braços do amante – é um dos maiores trunfos do filme. E as generalizações que vez ou outra são feitas por Mercedes, são muito bem contrabalanceadas por sua melhor amiga Monica (Alexandra Richter, ótima no papel), que representa uma outra mulher moderna, ainda apaixonada pelo marido e buscando sua plenitude na maternidade.

O elenco conta ainda com José Mayer, no papel do marido de Marcedes, Cauã Reymond e Reynaldo Gianecchini, os dois affairs da personagem principal, e Paulo Gustavo, no papel do marido de Monica.

O filme “Divã” tem tudo para repetir o sucesso da peça teatral. Leve, divertido, emocionante. E ainda vale por uma sessão de análise. Confira o trailer:
httpv://www.youtube.com/watch?v=5W_S0QN522E

Cinema Divã