folder Categoria(s) Orgulho Nerd, Séries de TV
"The Vampire Diaries" é viciante
Tita Mirra comment Comentários access_time 3 minutos

O pessoal do Television Without Pity, site famoso por suas críticas ácidas, elaborou uma lista dos motivos que fazem de “The Vampire Diaries” a série mais viciante da tv. No artigo eles explicam que, quando a série estreou, todos ficaram preocupados de que não passasse de um “Crepúsculo” para tv. Mas que, felizmente, a qualidade do enredo e dos personagens mostraram o quanto eles estavam errados. Para finalizar, ainda apontam a série como a sucessora que todos aguardavam para a extinta “Buffy, A Caça-Vampiros”.

Esses são os 10 motivos:

10. Nina Dobrev
A atriz de “Degrassi” se mostra capaz como a adolescente rabugenta Elena e realmente brilha quando interpreta a perversa sanguessuga Katherine. Amamos vê-la em trajes de época, provocando e insultando os irmãos Salvatore.

9. Ramificações a partir dos livros
Uma das grandes preocupações no início da série era o alcance limitado dos livros em que se baseava, especialmente pelo episódio piloto já cobrir grande parte da história. Mas os episódios subsequentes têm sido tudo menos rasos.

8. Profusão de seres dentuços
Quando o show começou, mostrava apenas dois vampiros: um bom e um mau. Mas, conforme a primeira temporada evoluiu, fomos apresentados a uma comunidade inteira de vampiros para amarmos e odiarmos (odiarmos, na maioria das vezes), juntamente com uma abundância de pessoas querendo matar todos eles.

7. Humanos Simpáticos
Mystic Falls ostenta muitos humanos comuns que são qualquer coisa menos chatos, desde Jeremy, o irmão de Elena, ao adorável Matt ou a colega petulante Caroline, sem faltas no desenvolvimento dos personagens.

6. Mitologia Interessante
A cidade inteira de Mystic Falls tem uma estranha vibe Sunnydale: o mal aparece em bandos por lá. E quanto mais aprendemos sobre a pitoresca cidadezinha, mais descobrimos o quão distorcida ela realmente é. Mal podemos esperar para descobrir os esqueletos escondidos naqueles armários perfeitamente decorados.

5. Stefan Salvatore
Stefan poderia ter sido desajeitado como Edward em “Crepúsculo” ou preso ao passado como Bill em “True Blood”, mas o ator Paul Wesley criou um personagem maravilhosamente conflituoso. Seu Stefan não é só loucamente apaixonado mas também pode ser mau, mais do que um pouco protetor, e não está acima da mentira.

4. É Assustadora e Arrepiante
Uma série sobrenatural não deve ser só conversa, deve ter a sua quota de momentos terríveis aqui proporcionados pelas cenas no subterrâneo e no escuro da floresta, recheadas de sangue e monstruosos malfeitores.

3. Mais do que Apenas Romance
Elena pode estar namorando um vampiro mas ela não está implorando para ser mordida e então se tornar sua eterna namorada. Sua força de caráter ajuda a fazer da série mais do que a estúpida história de amor sobrenatural que facilmente poderia ter sido.

2. Um Tremendo Ritmo
Algo importante acontece na série quase toda semana. Outras séries arrastam os pontos chaves do enredo para os episódios finais, mas “The Vampire Diaries” resolve essas histórias em apenas quarenta minutos e depois nos surpreende com algo novo.

1. Damon Salvatore
Ian Somerhalder tem sido a revelação da série e é um prazer vê-lo interpretando esse complexo bad boy com tamanha satisfação. Seu Damon é engraçado, charmoso e deliciosamente pecaminoso, tudo de uma só vez, formando a cola (ou seria plasma?) que mantém a série no lugar e a faz boa de doer.

Fonte: YahooTV.

Nina Dobrev série television without pity The Vampire Diaries uma Vampire Diaries