folder Categoria(s) Cinema
Uma Noite em 67 - Documentário mais assistido
Rober Pinheiro comment Comentários access_time 2 minutos

Houve uma época em que os grandes festivais de música eram a coqueluche nacional, arrebanhando dezenas de milhares de fãs afoitos que lotavam os auditórios das TVs para aplaudir de perto seus ídolos. Surgido dessa época, temos alguns dos maiores cantores de MPB do Brasil, desde Caetano Veloso a Chico Buarque, passando por Gilberto Gil e Roberto Carlos.

Essa época de ouro da música popular aconteceu no século passado, lá pelos idos da década de 70. Mas, como recordar é viver, dois diretores resolveram revisitar os grandes musicais e trazê-los mais para perto das novas gerações. O resultado foi o documentário “Uma Noite em 67”, de Renato Terra e Ricardo Calil.

Surgido a partir do desdobramento da monografia de conclusão do curso de Comunicação de Renato Terra e de um árduo trabalho de pesquisa, o filme já ultrapassou a marca dos 75 mil espectadores, segundo o Filme B, e já é o documentário brasileiro mais visto dos últimos cinco anos.

Com enfoque para a final do lendário III Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, o filme traça um panorama acerca desse momento marcante da MPB e da própria história nacional. Em plena época de ditadura e repressão, se reuniram no mesmo palco para competir entre si cantores e canções que se tornariam emblemáticas e permaneceriam no imaginário coletivo até hoje. Entre os finalistas estavam Chico Buarque e o grupo MPB 4, com “Roda Viva”, Caetano Veloso, com “Alegria, Alegria”, Gilberto Gil e os Mutantes, com “Domingo no Parque” e Roberto Carlos, com “Maria, Carnaval e Cinzas”. O documentário em formato de thriller mostra os elementos que transformaram aquela noite em um evento único — como a disputa entre o violão e a guitarra elétrica, protagonizado por Gilberto Gil, e entre a MPB “tradicional” e a nascente Tropicália —, com imagens históricas dos arquivos da TV Record e depoimentos inéditos de Chico Buarque, Caetano Veloso, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Edu Lobo e Sérgio Ricardo.

Após passar pelo festival “É Tudo Verdade”, o documentário estreou em 30 de julho e ainda continua em cartaz.

Para conhecer o circuito completo de salas e horários em que o filme está em cartaz, basta acessar o site www.umanoiteem67.com.br

alegria alegria com edu lobo época uma noite