folder Categoria(s) Séries de TV
"Battlestar Galactica" será spin off e não reboot
A nova série será uma obra derivada e não uma reformulação o que é uma ótima notícia!
Bruno Accioly comment Comentários access_time 2 minutos

Sam Esmail publicou um tweet, dia 17 de Setembro de 2019, no qual afirmava que a série de Moore era perfeita e não precisava ser refeita, o que faz da série de Esmail um spin off!

Spin offs são séries derivadas, calcadas na série original e, portanto, se passando dentro daquele mesmo universo, o que é uma notícia ainda melhor do que a publicada por nós anteriormente.

Isso significa que a série nova pode ou não usar personagens da série de Moore e, de repente, lançar mão de atores da série que foi ao ar de 2004 à 2009!

HN Entertainment – Setembro/2019 (inglês)

Sam Esmail, recentemente, fechou um contrato exclusivo de quatro anos com a Universal Content Productions e esta nova série não só está contida nos 20-25 milhões de dólares anuais do contrato como vai ser estratégica no lançamento do serviço de streaming da NBC, o Peacock, por ser lançado em Abril de 2020.

Pode-se dizer que esta foi uma das séries de TV que mais sofreram reboot – a prática de reimaginar e produzir uma série do zero – levando em consideração que a franquia “Battlestar Galactica” foi lançada e descontinuada em 1978 e foi seguida por “Galactica” (1980), sofrendo novo reboot em uma mini-série “Battlestar Galactica” (2003) e reformulada para virar a série de TV “Battlestar Galactica” (2004), que ganhará novo spin off.

Syfy Wire – Julho/2017 (inglês)

Não é a toa que esta é considerada uma série muito especial e seus spin offs, “Caprica” e “Blood & Chrome”, são reconhecidos como exemplos de sucesso em séries derivadas.

Se tudo der certo, portanto, em 2020 teremos novas histórias da batalha pela sobrevivência dos remanescentes das 12 colônias de Kobol, que buscam nova morada, perseguidos implacavelmente pelos cylons, androides dotados de inteligência artificial que vêem seus criadores como ameaça.

Música tema original de “Battlestar Galactica” (1978)