folder Categoria(s) Séries de TV
"Survivors" (2008 – 2010)
Série pós-apocalíptica imperdível que deu origem a muitas das que estão por aí
Bruno Accioly comment Comentários access_time 5 minutos

Adrian Hodges é um prolífico roteirista britânico que, após uma carreira jornalística na Screen Magazine, começou a escrever ficção para a TV em 1991.

Vencedor do British Academy Film Awards (BAFTA), em 2008 Hodges presenteou os espectadores da TV britânica e de todo o mundo com “Survivors”, uma série acerca de uma pandemia que teria matado mais de 90% da população mundial, deixando sozinhos aqueles que, imunes, deveriam enfrentar as vicissitudes do novo mundo.

Apesar de guardar semelhanças com a série de TV de 1975-1976, de mesmo nome e criada por Terry Nation (de “Avengers“, “The Saint” e “Doctor Who“), a série de Hodges se baseou na romantização escrita por Nation após finda a série de 75-76 (muito embora haja grandes diferenças entre os livros e a adaptação).

“Survivors”, de Adrian Hodges, foi produzida pela BBC graças a Sue Hogg, executiva que viu sentido em explorar o receio, na época, de uma pandemia de SARS e o roteirista tomou o cuidado de evitar as críticas feitas quando da série de 75-76, explorando na nova obra a diversidade étnica dos personagens para tornar a obra mais representativa.

Abby Grant, vivida por Julie Graham

A série se despiu ainda do fatalismo presente na série de Nation e se concentrou na esperança e na humanidade dos personagens, valorizando-lhes as virtudes e premiando sua perseverança em manter a civilidade, fórmula esta presente em obras de horror e ficção científica atuais como “Walking Dead” (2010 –) e “Fear the Walking Dead” (2015 –), por exemplo.

Sem a componente sobrenatural emprestada pela presença de zumbis, contudo, a série ficava mais atraente para um público que não considerava tão palatáveis elementos mais fantásticos, além de trazê-la mais para o reino do possível – o que funciona muito bem ainda nos dias de hoje.

Sarah e Greg, vividos por Robyn Addison e Paterson Joseph

A série foi filmada em 35 mm e em Super 16 por motivos técnicos, o que acabou impactando positivamente a aparência dos episódios e dando mais dramaticidade para as tomadas.

Ironicamente, por conta da Gripe Suína de 2009 a segunda temporada acabou sendo veiculada apenas em 2010.

Tom Price, encarnado por Max Beesley

O arco de história principal acompanha a história de Abby Grant, vivida por Julie Graham (“Jupiter Ascending“, 2015) – atriz veterana que trabalha em TV desde 1986 – e que foi uma das vítimas da pandemia que, apesar de não ser imune originalmente conseguiu vencer a infecção, o que acaba sendo central na história da série mais para frente.

Abby Grant é o norte civilizatório da série, tendo se perdido de seu filho e se mostrando maternal com relação a todos os demais personagens, estes competentemente encenados pela bela Zoë Tapper (“Death do us Part“), por Phillip Rhys (“24 horas“), Robyn Addison (“Raios Mortais“), Paterson Joseph (“Æon Flux“) e pelo ótimo Max Beesley (“Homeland“), que vive o contraponto humanitário de Abby e que questiona se a civilidade é o melhor jeito de viver na realidade em que se encontram.

https://www.youtube.com/watch?v=54PUhMEZDp0
Trailer da primeira temporada

Muitas séries britânicas seguem o modelo de “Survivors”, exibindo apenas seis episódios, relativamente longos, por temporada, mas neste caso houve um esforço transmedia, apostando no relançamento dos livros de Terry Nation e no lançamento de um website entitulado “Survivors Interactive”.

Sob contrato com a Netflix em 2013, esta percebeu que se tratava de uma de suas séries mais assistidas, o que chegou a gerar conferências junto à BBC acerca de dar continuidade a série no entanto, acabou não acontecendo.

Anya Raczynski, encenada por Zoë Tapper

A Classic TV Press lançou o livro “Worlds Apart: an unofficial and unauthorised guide to the BBC’s remake of Survivors” em 2010, por Rich Cross, contendo resenhas de todos os episódios de ambas as temporadas; reflexões acerca da criação da série; avaliações de similaridades e diferenças entre a série original e a de Hodges; um guia fotográfico das locações nas quais os episódios foram filmados; e fotos exclusivas dos sets de filmagem.

Não é à toa que “Survivors” de Hodges seja uma obra cultuada até os dias de hoje e certamente autores de séries-catástrofe atuais beberam da fonte do material da BBC para construir seus enredos e os arquétipos de seus personagens.

Se o ávido consumidor de séries, portanto, tiver a oportunidade de ter contato com “Survivors”, não vai ser arrepender nem um pouco.

Vale muito a pena assistir!

https://www.youtube.com/watch?v=PwzYCtUc9IY
Trailer do episódio 1 da 2º temporada

Serviço

Título: “Survivors” (2008 – 2010)
Nota no IMDB: 7.6
Estréia no Reino Unido: 23 November 2008
Onde Comprar: Amazon

Elenco

Julie Graham, como Abby Grant
Max Beesley, como Tom Price
Zoë Tapper, como Anya Raczynski
Paterson Joseph, como Greg Preston
Phillip Rhys, como Aalim Sadiq
Robyn Addison, como Sarah Boyer
Chahak Patel, como Najid Hanif

Pós-Apocalíptico